Relaxe, amanhã tem ENEM!

Amanhã começa o ENEM 2015 e ninguém vai perdoar quem nãoestiveer se divertindo no dia antes da prova. Por isso, divirtam-se, veja um filme ou escute música, você vai ficar totalmente descontraído e ficar pronto para a prova deste fim se semana. Fica a dica do LSH!

É comum o candidato tornar-se refém do nervosismo no dia da prova. Há quem diga que comer chocolate resolve, outros garantem que bastar ter uma boa noite de sono, mas quando se trata do dia em que serão avaliados os conhecimentos apreendidos, tudo fica turbulento. Por vezes, o candidato sente uma perda de foco, mas existem meios eficazes de relaxar e ter uma boa concentração, até porque a insegurança que este dia traz é, por vezes, assustadora. A bem da verdade, o dia anterior à aplicação da prova pode ser aproveitado de várias maneiras. O mais importante, segundo especialistas, é saber que há várias receitas possíveis, cada uma delas recomendada para um determinado perfil de concurseiro. O fundamental, mesmo, é descobrir qual comportamento é mais adequado ao seu estilo de vida. Condizente com a sua 'temperatura' enquanto candidato.

Há, por exemplo, quem opte por revisar o caderno de anotações ou tirar as últimas dúvidas sobre a matéria pendente, o que deixou para a última hora. Isso pode até funcionar com alguns. Certamente, não com todos. Com a ajuda do professor Diego Amorim, a FOLHA DIRIGIDA apresenta dez comportamentos habituais usados pelos candidatos no dia que antecede a prova; com os seus prós, contras e riscos. O entrevistado ainda revela alguns truques práticos para que você, caro leitor, possa adequar-se ao comportamento que julgar mais adaptável ao seu estilo de vida. Quer dizer, ao seu estilo de preparar-se para os concursos de sua vida. Confira!

1) Vou tirar o dia para fazer nada! Me desligar do mundo... Fingir que amanhã é um dia normal e que não estou preocupado...
Perfil de candidato: Essa atitude serve para aqueles que conseguem lidar com a ansiedade e fazer outras coisas que não seja estudar na véspera. Um cinema, um teatro, saídas leves com namorada, mulher, filhos. Porém, para aqueles que são mais ansiosos, essa postura pode ser prejudicial, pois trará ainda mais ansiedade e maior sensação de que poderia ter feito mais.
Prós e contras: Deixar o cérebro ‘descansar’ dos estudos é algo primordial na véspera. O contra é perder um dia a mais de estudos e a possibilidade de ativar a memória volátil – aquela que dura 48h segurando as informações.
Como treinar: Para se treinar esse comportamento de deixar tudo e relaxar na véspera da prova, o candidato tem de tirar um dia inteiro durante seus estudos e se desligar totalmente dos estudos. Passar o dia com quem mais gosta e fazendo o que mais gosta de fazer.

2) Vou aproveitar para me dedicar à atividade de lazer de que mais gosto: ir à praia, ao cinema...
Perfil de candidato: Indicada para os que sentem prazer em determinadas atitudes, como cinema, jantares, rodas de conversas. Não indicado aos que não possuem grandes paixões de lazer, ou para aqueles cujas 'paixões' incluam álcool, pois isso desestabiliza o dia seguinte inteiro, física e mentalmente.
Prós e contras: Esta atitude é congruente com a anterior, em que se desliga dos estudos e se faz o que mais gosta. Isso faz com que os conhecimentos se sedimentem melhor. Ter horas de lazer antes da prova baixa a adrenalina do momento da prova.
Como treinar: Pode-se ‘treinar’ esta atitude tirando pequenos momentos de estudo para ter lazer. Exemplo: num sábado à noite, no lugar de livros, um filminho para se relaxar. Assim, na véspera, ajuda a fazer essas coisas com mais liberdade.

3) Vou praticar esporte, gastar energia ao máximo para 'aliviar a tensão e o estresse'...
Perfil do candidato: Para os que praticam exercícios regularmente. Para os que não se exercitam, não é uma boa ideia, pois pode acontecer uma lesão ou mesmo o corpo responder com cansaço fora do comum, prejudicando o desempenho na prova.
Prós e contras: A adrenalina do esporte faz com que o corpo se adapte melhor à pressão da prova. Lesões, dores e cansaço podem ser os contras nesse comportamento, o que prejudica o desempenho.
Como treinar: Treina-se para esta atitude procurando fazer exercícios com frequência. Isso ajuda a manter o foco e a irrigar o cérebro, proporcionando maior absorção de conteúdos.

4) Vou fazer uma leitura leve de todo o conteúdo, uma espécie de revisão geral...
Perfil do candidato: Importante para os que têm certeza de que já estudaram muito e é hora de manter os conteúdos vivos para a prova. Os muito ansiosos devem relaxar um pouco com matérias menos pesadas e mais tranquilas de se ver.
Prós e contras: A atitude de revisar o conteúdo deve ser acompanhada da consciência de que se fez o melhor durante toda a caminhada de estudos e de que é hora apenas de passar por matérias mais importantes e mais valiosas para a prova. A escolha deve permear o peso das disciplinas e o prazer que se tem em estudá-las.
Como treinar: O treino para isso deve ser constante durante a jornada. Toda semana deve-se revisar o conteúdo para que não se acumule em excesso para a véspera.

5) Vou acelerar o ritmo de estudo para cumprir o máximo que falta do conteúdo programático! Tenho que saber tudo!
Perfil do candidato: Esta atitude serve para os que estudam há muito tempo e têm sedimentado vários conteúdos e precisam apenas de ajustes e toques de como se fazer a prova. Para os que têm ainda uma caminhada curta é temerário estudar tudo na véspera.
Prós e contras: É perigoso. Não se pode saber tudo. Se essa sensação chega ao candidato, ele crê que não mais precisa estudar. Procurar saber o máximo, com a maior precisão possível, é o foco ideal. A busca deve ser pelo saber em si e não por algo fora dele.
Como treinar: Durante os estudos, com as revisões periódicas. Quanto mais se treina, revisar por completo conteúdos. Mais se conseguirá fazer isso na véspera.

6) Vou dedicar-me somente ao reforço do estudo dos temas mais importantes ou daqueles nos quais tenha maior dificuldade...
Perfil do candidato: Para aqueles que não possuem muitas dúvidas e estudam quase que sempre os pontos fracos.
Prós e contras: Ter a atitude de estudar os pontos fracos, aqueles em que se tem mais dificuldade, deve ser quase diária, assim elas não serão tão difíceis para a véspera. Para os que ainda têm muitos pontos frágeis, revisá-los na véspera pode ser temerário.
Como treinar: Estudar pontos mais importantes ou mais fracos é captar as matérias que são mais pontuadas na prova. Elas farão a diferença no final.

7) Vou estudar em grupo, trocar experiências com colegas ou sanar as últimas dúvidas com o professor...
Perfil do candidato: Para os que têm dúvidas claras e podem resolvê-las é bastante proveitosa essa atitude. Mas para os que ainda não sabem direito quais dúvidas têm ou mesmo os que querem tirar todas as dúvidas do mundo, essa atitude é prejudicial, pois cria expectativa de resolver tudo em 24h. E isso é impossível.
Prós e contras: Na véspera, podem-se tirar as dúvidas com colegas mais experientes, mas não force nada, apenas tenham o mesmo pensamento de estudar em conjunto. Tirar as últimas dúvidas advindas dos estudos pode fazer com que o relaxamento para a prova seja maior.
Como treinar: Treina-se isso criando-se uma rede de contatos importante para a véspera, formada por candidatos e professores dispostos a ajudar.

8) Vou resolver questões de provas anteriores. Afinal, essa é uma ótima forma de fixação do conteúdo!
Perfil do candidato: Fazer as provas anteriores da mesma banca é bom para os que têm esse costume já enraizado. E é prejudicial para os que pensam em fazer isso somente na véspera.
Prós e contras: É bom como forma de conhecimento da prova, mas isso pode assustar muito, pois o contato com conteúdos é normal, mas com o jeito de cobrá-los diferenciado pode amedrontar o candidato.
Como treinar: O treino para a revisão de véspera deve ser acompanhado de comentários ao gabarito, pois um simples erro pode frustrar o candidato que não encontrar uma resposta.

9) Vou fazer uma espécie de retiro espiritual. Tentar ficar centrado, concentrado para a prova!
Perfil do candidato: Excelente para os que conseguem meditar, pensar nas atitudes que terão durante a prova. Visualizar as matérias, a prova, as próprias atitudes no decorrer da prova. No entanto, essa atitude pode frustrar muito o candidato que não costuma fazer isso com frequência, ele pode visualizar erroneamente ou mesmo não visualizar sua vitória. Isso deprime e desencanta.
Prós e contras: Tão boa atitude quanto à de se desligar completamente. Meditar para a prova, concentrar-se para o dia, fazer com que suas energias fluam para o dia para o qual se preparou durante meses.
Como treinar: Treinar meditação durante a preparação faz com quem se acostume a fazê-lo ao seu jeito, cada um tem uma forma diferente de pensar. Ache a sua e comece agora. Assim na véspera, a concentração será sua aliada.

10) Ah, pra falar a verdade, não sei o que fazer. Estudei quase nada, bem menos do que devia...
Perfil do candidato: Não é indicado para nenhum candidato! Adotar essa postura serve apenas como forma de conhecimento e pequisa para a próxima prova. Uma espécie de test-drive nos concursos!
Prós e contras: Quando se estuda quase nada, bem menos do que deveria, o que se tem a fazer na véspera é reconhecer que a prova será, no máximo, um teste para a próxima.
Como treinar: Uma espécie de pesquisa dos pontos que se deve estudar e trabalhar para não repetir no próximo concurso. A primeira lição deve ser a de aprender a planejar os estudos. Relaxe e encare sua prova como a primeira etapa para a próxima avaliação, rumo ao sucesso.

Fonte: Folha Dirigida e Pleno Preparatório (www.soupleno.com.br)

Postagens mais visitadas